Receba as nossas atualizações pelo Facebook. Curta a nossa página:

Amy Lee é a mais nova mamãe do rock: Bem vindo ao mundo Jack Lion Hartzler

De : Sara Sthefany
Finalmente podemos conhecer o bebê da grávida mais misteriosa do rock. Amy Lee deu a luz hoje 28/07/2014 a um lindo menino chamado Jack Lion Hartzler, a informação foi nos dada via Instagram oficial da Deusa, confira: 

"Nosso pequeno filhote, Jack Lion Hartzler, está aqui. Eu nunca soube do fundo do meu coração até agora. O mundo simplesmente explodiu em cores."

 

Invocamos o Lunar Manifesto: Entrevista Exclusiva Com Mizuho Lin

De : Sara Sthefany
Quando eu fiquei sabendo que o novo álbum da Semblant se chamaria Lunar Manifesto eu fiquei: porque? Quando? Como? Doida para saber o significado e conceito do nome. Após o lançamento do álbum (que foi produzido por Adair Daufembach in Daufembach Studio, São Paulo/SP) isso não foi muito difícil de descobrir e se você ainda não comprou o álbum, não se preocupe! Mizuho nos conta com exclusividade tudo que o você quer saber sobre o Lunar Manisfesto e ainda nos conta como mantém seu cabelo tão lindo. Poucas vezes me emociono como final das entrevistas,mas essa eu chorei!!! Confiram:




Porque do nome Lunar Manifesto?
Quem deu a idéia do nome foi o Juliano. Nós tínhamos um outro nome em mente, mas achamos que seria difícil a compreensão dele e também difícil de ser pronunciado. Logo, o Juliano veio com a idéia de Lunar Manifesto pois é um nome fácil de se entender em várias línguas e acabou casando bem com a sonoridade e letras do álbum.

Tudo no álbum, desde as letras até a arte nos remete a algo que não é do mundo dos vivos. Qual o conceito central do álbum???
Bem.. o álbum em si não é conceitual, nós falamos de diversas coisas diferentes. Mas como sempre, as letras da Semblant costumam ser mais obscuras. Dessa vez está bem mais diversificado pois temos mais compositores e letristas que nos materiais anteriores. Juliano veio com muitas letras prontas, eu também trouxe uma letra, além do Sergio que sempre fez todas as anteriores. Já a arte do disco, nós fizemos com o Carlos Fides da Artside. Queríamos algo que tivesse uma conexão com as músicas, sendo obscuro, moderno e elegante ao mesmo tempo. Olhando bem, a mulher da arte me lembra bastante a Elizabeth Bathory, mas cabe à interpretação de cada pessoa. O Carlos soube captar bem as nossas idéias e fez uma arte grandiosa, não só na capa mas no encarte todo. E foi por isso que fizemos o lyric video de The Shrine e o video preview do Lunar Manifesto com ele também.

Seu vocal está impecável. Como tudo na banda. Mas o que chama atenção são as evoluções do backing vocal. Você encontrou alguma dificuldade para gravar os backings e estes não se sobressaírem ao vocal principal??
Na verdade no Behind The Mask nós não tínhamos nem gravado backings, é por isso que sempre falo que faltou muitos detalhes naquele material. Ele foi feito muito nas pressas! Já o Lunar Manifesto nós tivemos pelo menos 1 ano de preparação até começarem as gravações, e as idéias foram surgindo nesse tempo. O nosso produtor Adair Daufembach (Holiness, Hangar, Symbolica, entre outras) é uma pessoa extremamente competente e nos ajudou em todos os backings. Até o Fabrício Reis (Holiness), que acompanhou toda a gravação dos meus vocais, ajudou! Mas gravar os backings foi bem tranquilo, o legal é que nós gravamos e meio que já ouvimos na hora como ficou, e a cada backing que gravávamos e ouvíamos, a cara de satisfação de todos era incrível! Realmente fez toda a diferença, deixou o álbum muito mais preenchido e profissional.

A letra de Selfish Liar é sua. É uma música muito interpretativa. Qual seu ponto de vista a respeito??
A Selfish Liar era uma música instrumental e sem nome fazia muito tempo. O Sergio não conseguia pensar numa melodia pra ela então meio que engavetamos. Eu sempre escrevo letras e vou engavetando pois sou meio chata com isso e nunca acho que está realmente bom. A Selfish Liar surgiu na verdade de duas letras engavetadas, cada uma sobre uma coisa diferente. Certo dia eu achei essas letras e pensei "Não estão tão ruins assim", mas deixá-las do jeito que estavam também não estava bom, então eu meio que peguei as melhores (que faziam sentido uma com a outra) juntei e acrescentei até surgir a Selfish Liar. Me lembrei daquela música instrumental engavetada e fiz toda a melodia em cima dela, apresentei para os meninos e eles curtiram. O pior foi eu tentando explicar pro Sergio como eu tinha pensado na linha do gutural naquela época hahah. A letra em si, quando reformulei, pensei naquelas pessoas que gostam de se enganar, sabem que estão errados e continuam insistindo naquilo. Mas o legal de letras de música é que cada ouvinte vai interpretar do seu jeito, de acordo com o que vivenciou, acho isso fantástico!

Polêmica. Queremos saber porque você nos mata de cuiriosidade com apenas 15 segundos de áudio e não uma música inteira??? Estamos revoltados senhorita Mizuh!!
Hahah porque geralmente eu gravo no Instagram! E lá só suporta 15 segundos de áudio =) (favor gravar normalmente e usar o youtube,grata! hahahaha)

Papo de Mulher: Você já foi loira, ruiva, morena e agora é blue. Seu cabelo está sempre muito bem cuidado. Qual seu segredo para manter a cor e a estrutura mesmo depois de tanta química??
Olha... eu pinto o cabelo desde os meus 12 anos. Eu acho que não tenho medo de estragar ele, sabe? Sempre tem uma solução, nem que seja cortar. O maior erro que aconteceu com o meu cabelo, foi feito no salão! Passei um ano inteiro cortando meu cabelo chanel por conta daquilo. E váários outros erros foram feitos tudo em salão também. Por isso eu desisti e faço tudo em casa hoje, acho que eu sei me entender com o meu cabelo, sabe? Mas claro.. ele não é perfeito, lógico! Acho muito difícil alguém que descolore tanto ter um cabelo super sedoso e hidratado (não impossível, porém difícil e depende muito do tipo do cabelo). Eu sempre estou fazendo hidratação e umectação (este último é o que mais me faz diferença), além de passar óleos como finalizador e usar produtos específicos pra não queimar o cabelo no uso do secador (sou bem viciada em coisas de cabelo hahah). Pra manter a cor, eu uso a cada 2 lavagens uma misturinha que faço com um pouco de tinta e creme. Desse jeito ele sempre mantém o azul vivo. Mas vale lembrar que isso só dá certo pois tintas fantasias são diferentes das tintas normais! Embora quando eu pintava com tinta normal, nunca precisei fazer nada pra manter a cor.. Na verdade depende da qualidade da tinta que você usar! E de como o seu cabelo está hidratado (cabelo poroso sai mais tinta). Bom.. tem que ter paciência, mas eu gosto =)


Há alguma recomendação especial para quem deseja ouvir o Lunar Manifesto e sentir toda a atmosfera do álbum??
Hmm minha única recomendação é: ouçam o disco do começo ao fim! Hahah! Digo isso porque as pessoas não fazem idéia de como os artistas pensam em toda a ordem do tracklist pra fazer um sentido no álbum e não ficar cansativo. Eu, particularmente, gosto muito de pegar um disco e ouvir do começo ao fim e notar que cada música te conduz para a próxima.

Qual sua canção preferidado LM eporque??
Difícil! Já passei por várias! Mas depois delas prontas, tenho algumas favoritas:
What Lies Ahead: acho incrível como ela me soa pesada e meio comercial ao mesmo tempo. Tem um riff de guitarra que me anima muito! Aliás.. ela tem toda uma história por trás desse nome hahah quem sabe um dia eu conto! (Porque não contou de uma vez????)
Bursting Open: tem quem diga que a "balada" do álbum é a The Hand That Bleeds, eu acho que é a Bursting Open! Apesar dela ter um instrumental bem pesado em algumas partes. Eu simplesmente amo o refrão dela, a melodia é viciante, a letra é super profunda, acho que é a única que o Sergio canta limpo a música toda e eu simplesmente AMO a voz dele limpa. Além de, é claro, aquela passagem de piano e voz que quando eu ouvi como iria soar eu quase chorei! O Fabrício Reis (Holiness) sempre se arrepia naquela parte hahah. Bom... essa música é perfeita pra mim.
Scarlet Heritage (Legacy of Blood part III): Uma curiosidade é que o nome que ERA pra ser do álbum, está na letra dessa música! Bom.. não tenho o que dizer, eu amo toda a trilogia de Legacy of Blood! End of Dusk (Legacy of Blood part II) e a própria Legacy Of Blood (Legacy of Blood part I) são as minhas favoritas do Last Night of Mortality! Eu gosto dessa coisa meio imortal das letras. Bom.. eu gosto de coisas de vampiros hahah.

Gostaria de agradecer a você por toda simpatia e gentileza. Eu como fã fico extremamente honrada em poder falar com alguem que dia após dia trás sentido à minha vida e de muitos outros fãs. Deixe uma mensagem para os fãs da Semblant.
Sara, eu que agradeço pelo carinho e dedicação que você tem comigo, a Semblant e todas as bandas do metal nacional. Você realmente faz a diferença! Muito obrigada pela força e pela entrevista, adorei fazer! E um muito obrigada pra todo o pessoal que acompanha a nossa banda, que comprou o nosso álbum e nos dão tanta felicidade. Vocês todos são parte da nossa existência! Um grande beijo à todos!



LUNAR MANIFESTO:

1. Incinerate
2. Dark of the Day
3. What Lies Ahead
4. THE SHRINE
5. Bursting Open
6. Mists Over the Future
7. The Hand the Bleeds
8. Selfish Liar
9. Ode to Rejection
10. The Blind Eye
11. Scarlet Heritage (Legacy of Blood pt III)


:: Band is::
- Mizuho Lin - Female Vocal
- Sergio Mazul - Male Vocal
- J Augusto - Keyboards
- João Vitor - Bass
- Sol Perez - Guitar
- Juliano Ribeiro - Guitar
- Welyntom "THOR" Sikora -- Drums

:: Produced and Engineered by:
- Adair Daufembach in Daufembach Studio, São Paulo/SP between 2013/2014
:: Video produced by:
- Carlos Fides -- http://www.artside.com.br
::Released by:
- Shinigami Records, 2014 -- http://www.shinigamirecords.com.br

Especial: Eve Desire novo àlbum terá produção de Thiago Bianchi, Shaman, Noturnall

De : Sara Sthefany


De acordo com a vocalista da banda de metal sinfônico Eve Desire, Arya Medeiros Cappia, a banda acaba de fechar contrato com Thiago Bianchi do Shaman e Noturnall, que vai produzir o novo álbum da banda.
Arya ainda conta mais: já estão em fase de pré produção trabalhando em 5 canções e ao todo serão 10 músicas para fechar o álbum.
A Eve Desire é bem conhecida por fazer covers do Nightwish, mas agora vão trilhar seu próprio caminho do sucesso, que é garantido.
Será que teremos um feat.?????
Relembre nossa entrevista com Arya AQUI.


Evanescence: Ouça Hear me, Mr. Honey produzida por Amy Lee

De : Sara Sthefany
Alguem ai sabia que Amy Lee era produtora??? Ela é. E produziu para a cantora de funerais Rivky Grossman a canção chamada Hear me, Mr. Honey.
Veja o que Rivky postou em seu Facebook:
E agora uma maneira mais fácil de transmitir a nossa nova demo! Para aqueles que ainda não tem, aproveite. Obrigado Amy Lee do Evanescence por produzir esta demo em menos de dois takes! Fico feliz que você aprecie o processo tedioso, lol. Nós ainda não temos um título certo, mas entre Brian, Amy e eu brincando em torno de palavras, acho que vamos chamá-la de "Hear me, Mr. Honey". Desfrute https://soundcloud.com/rivkygee/hear-me-mr-honey - com Brian Sanders.


Especial: #NoBullying!

De : Sara Sthefany
Se engana quem acha que sofrer bullying é modinha. Isso existe há mais tempo do que podemos imaginar, mas podemos mudar essa situação para a chegada das gerações futuras. 



Mas o que é Bullying?? Bullying é um termo que descreve violência física ou psicológica de modo intencional casualmente, ou seja, repetidas vezes.
Eu, Sara já passei por isso. Amy Lee já passou por isso. Tarja Turunen já passou por isso. E você já passou por isso.
No meu caso, foi na vida escolar e também na vida virtual. Sim, virtual. E por pessoas das quais não me conhecem e nem sabem nada a respeito da minha vida. Elas simplesmente colocaram na cabeça que eu era motivo de entretenimento. Mas eu lido com pessoas assim todos os dias e sei que quem faz isso tem vergonha de assumir a si mesmo como pessoa e assumir suas responsabilidades e preferências. Se escondem atras de uma tela de computador no intuito de menosprezar a existência alheia. Mas não dão valor à própria existência.
Minha mensagem para esse tipo de pessoa é uma só: Olhe no espelho todos os dias. Veja o quão maravilhoso você é. Aceite-se seja você gordo, magro, homossexual, negro, oriental. Veja que Deus, ou o poder superior no qual você acredita te fez perfeito, por isso, não perca tempo com a vida de alguém quando você poderia estar construindo a sua. #EspalheAmor.

Confira o depoimento do Evfã André Magalhães e descubra como a música ajudou a superar seus bullies:

"Quem aqui nunca sofreu bullying? Bom, que atire a primeira pedra. Se você nunca sofreu bullying você tá no lado de quem já praticou! Eu estou do lado dos que já sofreram e quando aconteceu comigo eu nem sabia da existência desse nome. Me Batiam muito e ponto final! Eu me lembro das coisas que eu sofria e do que faziam fingindo amizade, vejo o que fazem com adolescentes de hoje e vejo adolescente que sofrem bullying reagindo e eles tem força, eles machucam muito quem pratica bullying com eles e eu acho isso simplesmente perfeito, tipo o garoto é o herói dos sofredores de bullyings ao redor do Mundo, sem brincadeira, tem vários vídeos no youtube em resposta ao que ele fez com quem batia nele. O garoto teve seus 15 minutos de fama, mas o que garante que outros piores não apareceram pra cortar essa fama? Se é que já não apareceram! O que eu tenho a dizer sobre isso é que eu venho pensando no que leva uma pessoa a praticar bullying, a querer se sentir o fodão e querer bater em quem não consegue se defender? Poder? Popularidade? Amigos? Poder e popularidade eles conseguem, mas amigos não ( pelo menos não de verdade ) mas não é isso que eles querem. Eles querem o mesmo que nós queremos ACEITAÇÃO! Eles têm todos os problemas que nós temos ou tínhamos em casa. Não dar certo com os pais. Não ter pais e também somente a criação só que a maneira deles buscarem aceitação na sociedade é diferente das nossas! Tentam ser aceitos com violência, mas isso não causa aceitação, causa medo e com o tempo a revolta que foi o caso desse garoto que mencionei aqui. Durante muito tempo eu me fechei em um mundo só meu, desisti de tudo só esperava outro dia só pra chegar na escolar e levar surra de novo. O que me fiz suportar isso, como a maioria das pessoas, foi a música, bem na época que comecei a ouvir rock e aos poucos fui saindo do meu mundo fechado, ficando mais sociável e fazendo amigos. Com os amigos que eu tinha foi mais fácil passar pela escola sem me importar tanto com o que faziam comigo porque eu os tinha pra me ajudar. Eu só tenho uma coisa pra dizer pra quem pratica bulliyng. Tenho pena de vocês."

Nossas deusas também sofreram bullying, confira os depoimentos: 




Tarja: Entrevista para Nina Jiers do Neopera.

De : Suh Oliveira

A EarMusic, gravadora tanto de Tarja quando da nova banda de metal sinfônico Neopera, liberou hoje uma entrevista de cinco questões feitas por Nina Jiers (vocalista da Neopera) para Tarja. 

Nina: Antes de tudo, tenho que dizer que você é um dos meus maiores ídolos e eu tenho acompanhado sua carreira por muitos anos. Aprendi muito ouvindo sua música... E eu me pergunto, como você faz tudo isso? De onde você tira toda a energia, a inspiração, o tempo para fazer esses projetos maravilhosos que inspiram tantas pessoas ao redor do mundo?

Tarja: Obrigada! Me sinto privilegiada em poder ter uma carreira internacional como cantora e trabalhar com pessoas que me respeitam. O canto é algo em minha vida sem o qual eu ficaria doente. Estou vivendo meu sonho e fazer música me faz muito feliz. É maravilhoso se sentir livre com sua arte! Acho que é o puro amor que eu tenho pela música e por cantar que meus fãs sentem quando me veem ou me ouvem cantando. O que me inspira são as pessoas com as quais eu trabalho, os ambientes, e o fato de eu estar muito feliz com minha arte.

Nina: Estar em tour por tanto tempo... Com tantos homens... É um desafio, acho. Como você cuida da sua saúde física e mental, e especialmente de sua voz? Fica mais fácil com o tempo ou sempre é trabalhoso? Ou algum dia foi trabalhoso? :D 

Tarja: Nunca é fácil estar em tour como cantora. Os climas mudam, há as diferenças de horários, e os desafios de ambiente exigem muito de você. Eu preciso treinar muito, fisicamente, durante várias semanas antes das tours e eu também tenho aulas de canto para ter certeza de que está tudo indo bem. Durante as tours eu tento não me cansar muito com outras atividades além de cantar, porque os shows exigem muita energia. Eu também continuo treinando minha voz, o que é muito importante. Tenho que ser honesta com você e dizer que na minha banda anterior, ninguém realmente entendia que eu precisava cuidar da minha voz e estar atenta ao quão frágil ela é. Era difícil praticar enquanto outros estavam fumando do meu lado ou quando eu não conseguia dormir porque os caras resolviam festejar. E também o fato de eu ser mulher foi esquecido muitas vezes. Não que eu precisasse que alguém abrisse as portas para mim ou me servisse como uma rainha, mas eu precisava que eles percebessem que eu sou uma mulher que ás vezes precisa de um pouco de privacidade. Nós éramos jovens na época, mas eu ainda acho que você pode ser jovem sem necessariamente ser estúpido. De qualquer modo, hoje em dia a situação é completamente diferente. Meus músicos homens tem experiência, são inteligentes e ótimas pessoas. Me divirto muito, e nunca tive problemas como no passado.

Nina: Como é um dia normal para Tarja na tour e em casa?

Tarja: Em tour eu acordo bem tarde, já que não durmo bem em aviões e ônibus. Sempre perco o café da manhã! Almoço, cuido do meu bebê, e me preparo para a passagem de som. Depois disso eu começo a arrumar meu cabelo, maquiagem e roupas para o show. Aqueço minha voz de novo logo antes do show e passo as músicas na minha cabeça. Depois do show eu tomo um banho, como uma salada e aproveito as últimas horas do dia com minha filha antes de ir dormir. Quando estou em casa gosto de ser a dona de casa para meu marido e a mãe para minha filha. Limpo, cozinho e cuido de mim mesma. Também tenho aulas de canto, ensino meus alunos e me exercito bastante.

Nina: Recentemente eu escrevi minha tese sobre mulheres no metal com um capítulo sobre você. Você sempre se sentiu bem-vinda no metal assim como seus colegas homens? Como era essa sensação quando você começou sua carreira e como é agora?

Tarja: Acho que todo mundo no metal me achou estranha no começo, já que eu tinha um passado tão diferente. De qualquer maneira, me respeitaram como eu sou. Sempre houve confiança entre mim e minha audiência, já que eu sempre fui bastante franca com eles. Não sabia muito sobre metal quando entrei para uma banda de metal, mas a experiência abriu meus olhos.

Nina: Eu assumo que como artista você se sinta livre para fazer o que quiser... Ou pelo menos me parece desta maneira, talvez eu esteja errada, mas há algo que você ainda queira alcançar? 

Tarja: Eu adoro desafios em geral e estou sempre pronta para começa-los sempre que há uma chance. Talvez algum dia eu ainda queira participar de uma ópera e ensaiar para um papel de verdade, mas isso só pode acontecer quando eu não tiver mais nenhum compromisso.

FONTE: Tarja Brasil

Anette Olzon: Pausa na carreira.

De : Suh Oliveira

Nova postagem da Anette Olzon em seu blog oficial.



"Oi pessoal! 

Neste momento sinto-me tão abençoada porque eu comecei um trabalho realmente bom no verão em um lar de idosos, onde eu realmente gosto de trabalhar. Os meus colegas são simplesmente maravilhosos =) 

E eu também entrei pra universidade e tenho 3 anos de estudo para ser uma enfermeira! Yay! Tão feliz! É um sonho se tornando realidade e através da minha vida eu tive tantos trabalhos diferentes, mas eu sempre desejei ajudar as pessoas e sinto que faço algo de bom para os outros e um trabalho que é mais sobre o coração e a cabeça do que a superfície. 

Estar no negócio de entretenimento tem o lado bom, com certeza, mas para mim pessoalmente, existem também muitos lados ruins.
Estou um pouco cansada de pessoas que tentam apenas levar o seu dinheiro, que não se preocupam com a amizade e só pensam no que pode ganhar em qualquer situação. 

Eu vou sempre amar fazer música, não é isso que eu quero dizer, mas eu tenho conseguido tantos hematomas e cicatrizes negativas dos últimos anos no negócio que o meu amor por isto lentamente tirou a alegria dele, e nos momentos mais sombrios e mais solitários em turnê, tudo que eu queria era um emprego onde eu não vou ser sempre julgado e criticado no que eu fizer. Porque acredite em mim, se você tem um emprego onde você sempre tem pessoas olhando para você, tentando encontrar algo de errado com a sua realização, mesmo você sendo forte e boa confiança você tiver, vai ser uma viagem difícil. Alguns vão sobreviver e acho que vale a pena e ok com ele, mas há muitos que simplesmente não querem continuar. 

Tenho lido muitas vezes que quando um músico ou artista "reclamar" o quão difícil pode ser para ser um músico. -Não ganhou, não é recorde de vendas por causa de tantos downloads ilegais, sem promotores pagando o suficiente para obter uma banda ou artista para tocar, oferecendo pagamento tão ruim que é quase como se a banda ou músico precisa-se pagar para tocar naquele local.

Eu sempre trabalhei em "empregos" normais "para fazer a minha vida" desde que a música sempre foi tão difícil de viver. Então eu tive o privilégio de fazê-lo como o meu trabalho por alguns anos, então eu acho que estou certo em dizer que não, ser um músico nem sempre é fácil, divertido e como trabalhar com o seu hobby. E nestes dias em que as vendas de discos estão caindo e há apenas muita música para escolher, é ainda mais difícil. 

Agora isto não pretende ser um "bu-hu" pobre declaração de mim, não =) eu sou abençoada e eu ainda amo fazer música e vou continuar fazendo isso, mas vou me concentrar em meus estudos para obter uma boa educação e uma profissão para que eu possa ter pro resto da minha vida profissional e se puder fazer alguns shows nos fins de semana, alguns festivais eu vou fazer isso e um novo álbum quando a Ear Music sentir que eles querem colocá-lo para fora =) Agora é hora de dormir =) Obrigado pela leitura e todo meu amor por você, o que há para mim, tudo que faço e quem eu escolho ser."

FONTE: Anette Olzon Blog Oficial
Tradução: Nightwish "The beginning of a new era"

Copyright © Deusas do Rock - Layout by @ NaldoEv from EvShadow